Projetos Experimentais

Jornal Laboratório

Sobre o site

Notícias

cartaz edson-final2

A galeria do curso de jornalismo da UFMS recebe a partir desta segunda-feira, dia 22 de agosto, a exposição fotográfica “Paratletas em Ação”, do acadêmico do curso de Jornalismo Edson Cavalli Gonçalves (leia mais).


Sem título

Palestra sobre jornalismo em dispositivos móveis acontece na UFMS

Acontece na UFMS nesta quinta-feira (11) a palestra sobre Jornalismo- Dispositivos Móveis com o professor doutor Eduardo Pellanda (leia mais).


topo_facebook_7_ciberjornalismo_govms

7º Congresso Internacional de Ciberjornalismo acontece em outubro

O Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo realiza a 7ª edição do Congresso Internacional de Ciberjornalismo, entre os dias 5 e 7 de outubro de 2016, no campus da UFMS, curso de Jornalismo e Mestrado em Comunicação, em Campo Grande (MS) (leia mais).


122_0494

UFMS inaugura rádio educativa

Foi inaugurada no dia 21 de junho a Rádio Educativa UFMS (99.9MHz), emissora de caráter cultural, que atende o tripé ensino-pesquisa-extensão. O processo de concessão foi iniciado em 2008, mas apenas em 2016 conseguiu a outorga para o pleno funcionamento (leia mais).


13334555_10209827745600342_1473959519_o

Reportagem de aluna da UFMS ganha o Expocom Regional

A reportagem multimídia sobre o serviço de transplante de órgãos em Mato Grosso do Sul “A luta pela vida”, ficou em primeiro lugar na modalidade produção em jornalismo digital no Intercom Regional Centro-Oeste 2016 (leia mais).


guia

Guias para calouros já estão disponíveis

O “Guia Calouro e Caloura” e a apresentação de “Recepção Calouros e Calouras” Estão disponíveis na seção ‘Aluno’ do site de Jornalismo. Neles, encontram-se informações importantes sobre o curso e a universidade para os novos ingressantes (leia mais).


alcar-site

UFMS sedia 3º Encontro Centro-Oeste da História da Mídia

Durante os dias 23 e 24 de junho, o Mestrado em Comunicação do curso de Jornalismo da UFMS em parceria com a Associação Brasileira de Pesquisadores da História da Mídia (Alcar) realiza o 3º Encontro Centro-Oeste da História da Mídia, nesta edição com  o tema de ‘Mídia, fluxos migratórios e diásporas: perspectiva histórica’. (leia mais)


Image and video hosting by TinyPic

Curso de jornalismo realiza aula inaugural de recepção aos calouros
O curso de jornalismo da UFMS realiza na segunda-feira, dia 16 de maio, início do primeiro semestre do ano letivo de 2016, uma aula inaugural para os ingressantes, com apresentação dos professores do curso, suas respectivas disciplinas, projetos e e linhas de pesquisa, e palestra do professor da Unesp/Bauru Dr. Denis Renó. O professor Denis vai tratar do tema “Tendências do jornalismo na entrada do século XXI (leia mais).


Image and video hosting by TinyPic
Professor de Madri realiza palestra na UFMS
Na segunda-feira, dia 11 de abril, o mestrado de comunicação da UFMS, realizou uma conferência internacional com o jornalista, pesquisador e professor da Universidade Complutense de Madri, Dr. Jesus Flores Vivar, que abordou o tema: “Evolução do ciberjornalismo: narrativas e perfis profissionais” (leia mais).


Projetos Experimentais 2015 - Cópia
Semanas das bancas de defesa de TCC 2015
Como requisito para aprovação na conclusão do curso, os acadêmicos devem realizar uma pesquisa monográfica ou manufatura de um produto jornalístico sob orientação de um docente da casa. Ao final do processo – que dura cerca de 1 período letivo –, o resultado será avaliado por uma banca julgadora. O objetivo disso é assegurar a comunidade local a qualificação dos profissionais que exercerão com ética e sabedoria a profissão em que serão habilitados (leia mais).

História do curso

A primeira iniciativa organizada para a criação e implantação do Curso de Jornalismo, inicialmente denominado Curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, na UFMS ocorreu em 1981 quando o recém-criado Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul deliberou, em assembleia geral, que a criação do curso seria uma das principais bandeiras de luta da categoria. A partir da formalização do pedido a UFMS, muitas adversidades foram enfrentadas, mas após um processo de mais de quatro anos o movimento passou a contar com o engajamento significativo dos integrantes da categoria, estudantes, empresários e até do governo do Estado. Criado em 24 de Outubro de 1985, o Curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo da UFMS realizou o primeiro vestibular em janeiro de 1989 e começou a funcionar no primeiro semestre deste mesmo ano. Coerente com suas origens e seus objetivos, o curso conseguiu desde o início imprimir à sua trajetória pedagógica um compromisso ostensivo e crescente com as particularidades das demandas regionais.

As atividades práticas, laboratoriais e experimentais sempre foram, desde o início, um dos principais objetivos e um dos pontos de apoio do diferencial qualitativo alcançado pelo curso da UFMS. Tendo como resultados pedagógicos o jornal Projétil, produções em telejornalismo, fotojornalismo e radiojornalismo. O jornal Projétil, por exemplo, atividade laboratorial de jornalismo impresso, começou a circular já no segundo ano de funcionamento do curso, com liberdade editorial e pautas voltadas para o esclarecimento das mais diversas variáveis da realidade regional. Da mesma forma procuram enfocar os temas em pauta no dia a dia da imprensa local as atividades laboratoriais de telejornalismo, fotojornalismo e radiojornalismo, desenvolvidas também desde o início do curso. O  curso de Comunicação Social/Jornalismo teve importante participação tanto na implantação quanto na manutenção da programação da TV Universitária (TVU), canal fechado de televisão a serviço das universidades locais.  Desde o início a realização dos Projetos Experimentais demonstra a integração entre teoria e prática. São cerca de 400 trabalhos entre livros-reportagem, produções de vídeo, programas de rádio, revistas impressas e eletrônicas, sites, reportagens fotográficas, monografias e projetos de comunicação institucional de relevância e grande contribuição à investigação jornalística. Com isso, procura-se garantir aos acadêmicos conhecimentos teóricos e práticos necessários para o exercício da profissão de jornalista nas diversas modalidades, com nítida orientação humanista e compromisso permanente com a afirmação dos direitos e deveres da cidadania, conforme as concepções de caráter universal e no contexto das particularidades regionais.

Os egressos do curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo implementaram a profissionalização do mercado de trabalho e também constituíram o corpo docente dos novos cursos de Jornalismo em outras instituições de ensino superior na região. Criado inicialmente para atender uma demanda de qualificação do mercado de trabalho, atualmente o curso promove ações e projetos para o desenvolvimento profissional por meio da pesquisa acadêmica com o objetivo de qualificar a área do conhecimento, ou seja, o Jornalismo. Nesse sentido, o curso ofereceu a estrutura física e de corpo docente para a criação do Mestrado em Comunicação da instituição, programa iniciado em 2011 como pioneiro no Mato Grosso do Sul.

Passados 25 anos de sua criação, o antigo Curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo passa a se chamar apenas “Curso de Jornalismo” como forma de sintonizar-se com as diretrizes curriculares implementadas pelo Ministério da Educação para a área. Busca-se, assim, a também sintonia com o estado da arte e com a evolução do campo acadêmico, bem como do próprio campo profissional – uma vez que Jornalismo requer reflexões específicas sobre suas particularidades enquanto campo do saber e enquanto campo profissional muitas vezes não contempladas pela visão generalista do campo da Comunicação polivalente, tal como está descrito e justificado no documento final das Novas Diretrizes Curriculares.

Corpo docente

Alfredo Lanari de Aragão
alfredo.lanari@ufms.br – Currículo Lattes

Daniela Cristiane Ota
daniela.ota@ufms.br – Currículo Lattes

Edson Silva
eseiva@terra.com.br – Currículo Lattes

Gerson Luiz Martins
gerson.martins@ufms.br – Currículo Lattes
Site

Greicy Mara França Q. da Costa
greicymara@hotmail.com – Currículo Lattes

Hélio Godoy
helio.ag.souza@ufms.br – Currículo Lattes

José Márcio Licerre –
marcio.licerre@ufms.br – Currículo Lattes

Katarini Giroldo Miguel
katarini.miguel@ufms.br – Currículo Lattes

Marcelo Vicente Câncio Soares
marcelo.cancio@ufms.br – Currículo Lattes

Márcia Gomes Marques
marcia.gomes@ufms.br – Currículo Lattes

Marcos Paulo da Silva
marcos.paulo@ufms.br – Currículo Lattes

Mario Luiz Fernandes
mario.fernandes@ufms.br – Currículo Lattes

Silvio da Costa Pereira
silvio.pereira@ufms.br – Currículo Lattes

Taís Marina Tellaroli Fenelon
tais.fenelon@ufms.br – Currículo Lattes

Estrutura curricular

  Comunicação Social – Hab. Jornalismo   Jornalismo – bacharelado
Disciplinas Obrigatórias Oferecidas:
1º Período
 Teorias da Comunicação – 68 horas  Teorias da Comunicação – 68 horas
 Informática Aplicada ao Jornalismo – 51 horas  Informática Aplicada ao Jornalismo – 51 horas
 Sistemas de Comunicação – 51 horas  Psicologia da Comunicação – 88 horas
 Redação Jornalística I – 51 horas  Jornalismo informativo – 51 horas
 História da Imprensa e Midiologia – 68 horas  História da Imprensa e Midiologia – 68 horas
 Geopolítica – 51 horas  Geopolítica – 51 horas
 Fotografia – 51 horas
2º Período
 Teorias do Jornalismo – 68 horas  Teorias do Jornalismo – 68 horas
 Planejamento Gráfico I – 51 horas  Planejamento Visual – 68 horas
 Redação Jornalística II – 51 horas  Jornalismo Interpretativo – 51 horas
 Cultura de Massa – 51 horas  Cultura de Massa – 51 horas
 Metodologia da Pesquisa Científica – 51 horas  Fotografia
 Fotojornalismo
3º Período
 Filosofia – 68 horas  Fotojornalismo – 68 horas
 Planejamento Gráfico II – 68 horas  Metodologia da Pesquisa Científica – 68 horas
 Psicologia da Comunicação – 68 horas  Laboratório de Produção Gráfica – 51 horas
 Redação Jornalística III – 68 horas  Jornalismo Opinativo – 51 horas
 Reportagem, Entrevista e Pesquisa Jornalística – 68 horas  Entrevista e Pesquisa Jornalística – 68 horas
 Sociologia da Comunicação – 51 horas  Sociologia da Comunicação – 68 horas
4º Período
 Redação para Telejornalismo – 51 horas  Radiojornalismo – 51 horas
 Edição I – 51 horas  Jornal Laboratório I – 51 horas
 Legislação e Ética em Jornalismo – 68 horas  Telejornalismo – 51 horas
 Planejamento Gráfico III – 68 horas  Jornalismo de Revista – 51 horas
 Redação Jornalística IV – 68 horas  Edição – 68 horas
 Redação para Radiojornalismo – 51 horas  Filosofia – 68 horas
5º Período
 Redação Jornalística V – 68 horas  Semiótica – 68 horas
 Edição II – 68 horas  Legislação e Ética em Jornalismo – 68 horas
 Laboratório de Ciberjornalismo I – 68 horas  Ciberjornalismo – 34 horas
 Laboratório de Produção Gráfica I – 68 horas  Jornal Laboratório II – 51 horas
 Laboratório de Radiojornalismo I – 68 horas  Laboratório de Radiojornalismo I – 51 horas
 Laboratório de Telejornalismo I – 68 horas  Laboratório de Telejornalismo I – 51 horas
6º Período
 Antropologia da Cultura Brasileira – 68 horas  Sistemas de Comunicação – 68 horas
 Laboratório de Ciberjornalismo II – 68 horas  Laboratório de Ciberjornalismo II – 51 horas
 Laboratório de Radiojornalismo II – 68 horas  Laboratório de Radiojornalismo II – 51 horas
 Laboratório de Telejornalismo II – 68 horas  Laboratório de Telejornalismo II – 51 horas
 Laboratório de Produção Gráfica II – 68 horas  Assessoria de Imprensa de Comunicação – 68 horas
 Planejamento da Pesquisa em Jornalismo – 51 horas  Empreendedorismo e Inovação – 51 horas
7º Período
 Administração da Empresa Jornalística – 68 horas  Projeto Experimental I – 68 horas
 Assessoria de Imprensa – 68 horas  Antropologia da Cultura Brasileira – 68 horas
 Jornalismo Ambiental – 68 horas  Laboratório de Ciberjornalismo II – 51 horas
 Jornalismo, Cidadania e Tecnologias – 68 horas  Mídia, Cidadania e Tecnologias – 68 horas
 Jornalismo Científico – 68 horas  Prática de Reportagem – 68 horas
 Jornalismo Rural – 68 horas
8º Período
 Projetos Experimentais – 68 horas  Projeto Experimental II – 68 horas
 Jornalismo Especializado – 68 horas
 Estágio Obrigatório – 200 horas