Acadêmicos e egressos do curso são premiados no Expocom – Intercom Centro-Oeste 2018 e seguem para a etapa nacional do evento que acontece em Joinville – SC

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul sediou nos dias 15, 16 e 17 de junho o XX Congresso de Ciências da Comunicação da Região Centro-Oeste. O evento teve como tema este ano “Desigualdade, Gêneros e Comunicação”. Acadêmicos e egressos do curso de Jornalismo da UFMS venceram cinco modalidades na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom), evento que integra o Intercom Centro-Oeste.

A Expocom é uma exposição e um prêmio destinados aos melhores trabalhos experimentais exclusivamente produzidos por alunos no âmbito da área de Comunicação.  Na etapa regional, os alunos da UFMS foram premiados nas categorias: Agência Júnior de Jornalismo, Reportagem em Jornalismo Impresso, Livro-Reportagem, Produção Jornalismo Literário e/ou de Opinião e Produção Multimídia.

A BRAVA, Empresa Júnior de Comunicação da UFMS, venceu a modalidade Agência Júnior de Jornalismo com os acadêmicos Fernanda Venditte, Gustavo Zampieri, Jhayne Lima, Leticia Marquine, Lidiane Antunes e Thalia Zortéa, sob orientação da professora Katarini Miguel. A equipe apresentou trabalhos desenvolvidos em eventos como o Intercom Centro-Oeste 2015, o 3º Encontro Centro-Oeste de História da Mídia, a palestra Marketing Digital Express e outros materiais jornalísticos produzidos pela empresa.

Na modalidade Reportagem em Jornalismo Impresso, as acadêmicas Fernanda Venditte e Mara Machado venceram com o trabalho Amendoim fora de época, publicado na edição 89 do Jornal Laboratório do Curso de Jornalismo da UFMS – Projétil, orientado pelo professor Edson Silva. A narrativa debate a problemática social do trabalho infantil, contextualizando a atividade como violação de direitos. Além disso, a reportagem aborda as causas e consequências que permeiam o tema, incluindo nesses fatores a ausência de políticas públicas efetivas.

O livro-reportagem Deus foi dormir: histórias de vida da favela Cidade de Deus, escrito pelo egresso Iago Porfírio, recebeu o prêmio de melhor livro-reportagem. Além do livro de 140 páginas, foi produzido o Documento de Pesquisa com 460 páginas, que compõe a plataforma informativa e sistematização da pesquisa desenvolvida sob orientação do professor Edson Silva. A pesquisa teve como eixo central a violação dos Direitos Humanos fundamentais dos moradores da Cidade de Deus em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Letícia Bueno e Thayná Oliveira venceram a modalidade Produção Multímidia com a narrativa Fruto (a)colhido. O trabalho, orientado pela professora Katarini Miguel, foi desenvolvido como projeto experimental para a conclusão do Curso de Comunicação Social – habilitação em jornalismo da UFMS. As egressas apresentaram uma narrativa transmídia (reportagem longform, reportagem fotojornalística e um documentário) sobre a atividade extrativista de frutos nativos do Cerrado em Mato Grosso do Sul.

Na modalidade Produção Jornalismo Literário e/ou Opinião, as egressas Mylena Rocha e Nayla Brisoti foram as vencedoras com o trabalho Kaiowá: mulheres sem medo. A narrativa relata a luta de mulheres kaiowá pela retomada de seus territórios de origem. Também orientada pela professora Katarini Miguel, a produção longform foi desenvolvida como requisito da disciplina Projetos Experimentais, para conclusão do Curso de Comunicação Social – habilitação em jornalismo da UFMS.

Os acadêmicos e egressos da UFMS irão concorrer na etapa nacional da premiação, que acontece integrada ao 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, de 4 a 9 de setembro, na Universidade da Região de Joinville, em Joinville, Santa Catarina. Mais informações sobre o congresso podem ser encontradas no site do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *